sexta-feira, 22 de maio de 2015

Escola - Linguagem - Fonoaudióloga

Este ano, como já comentamos anteriormente, nossos gêmeos de fato iniciaram a fase escolar. Junto com esse novo momento na vida o Gui nos trouxe um problema para resolver.

Guilherme se comunica em casa, repete palavras, mas na escola fica tímido e não "fala" o que sabe.
Os meninos são muito estimulados com os livros e app dos iPads, conhecem as letras e números há um tempo, o Bernardo sabe com muito mais desenvoltura (Bernardo é realmente fantástico para a média da idade deles), mas Gui também sabe.
Ao reunir na escola com a psicóloga e a psicopedagoga ficamos sabendo que ele (Gui) não tinha demonstrado as professoras, nem a psicopedagoga, que sabe falar. Será a mudança de instituição (Berçário ->> Escola)? Amigos novos? Superproteção do Irmão? Acredito numa somatória de novidades que perpassa o Guilherme nesse momento.
Tem pouco menos de 15 dias que ele começou a repetir tudo, a se comunicar de forma oral de mais fluente. 
Um adendo, Comunicar e Falar não são coisas separadas, falar o que sente torna mais fácil para a pessoa que escuta interpretar melhor. Mas a comunicação dos gestos e das caras e bocas ajudam a ele que ainda não domina as palavras.
Óbvio que as frases estão sendo iniciadas, ele está aprendendo a combinar as palavras e ver isso é muito bacana, lembro de quando Bernardo começou a falar e como riamos de tão inteligentes que são as frases dele, chegou o momento do Gui.
Como sempre, tudo no seu tempo e no tempo dele. Paciência e persistência ajudaram muito.
Só a agradecer a Fonoaudióloga do Gui, Flávia Lobo, pela paciência com ele e com a técnica aplicada, principalmente por mostrar para ele e para nós que não se fala somente com palavras.

Agora resta saber se nosso Gui já está menos tímido.



Um comentário:

  1. Olá meu nome é carolina meu filho é SD tem 03 anos e esta começando a se comunicar agora seu post me ajudou muito estava angustiada pois meu filho fala em casa e não fala na escola.obrigada.

    ResponderExcluir