terça-feira, 13 de agosto de 2013

Mais Um...

Oi gente, quanto tempo heim?! Ultimamente sempre tenho começado os posts assim não é? (risos)Bem, Bernardo e Guilherme estão prestes a fazer 2 aninhos e o tempo tem voado, como digo sempre, dá um medo essa velocidade.

Este ano resolvemos comemorar os 2 aninhos no berçário, estou preparando pessoalmente cada detalhe, depositando toda a minha falta de manejo com trabalhos manuais, porém construindo tudo com muito amor e dedicação, acho que isso fez uma mágica em mim, porque tá ficando tudo lindo, rsrsrsrs. O tema escolhido é o clássico infantil "Os três porquinhos" só que de um modo invertido, porque para Bernardo e Guilherme o Lobo Mau é o protagonista da estória, os porquinhos são meros co-adjuvantes.
Os meninos estão nessa fase, descobrindo contos, nos pedindo para criarmos, é tão bonitinho. Toda estória contada tem que ter o nome deles e depois é que são colocados os demais personagens como amiguinhos, uma doçura gente. Guilherme ainda não fala tudo explicado como Bernardo, mas fala um bocado de coisa do jeito dele e é extremamente teatral, faz caras e bocas, se assusta quando o Lobo vem chegando, assopra as casinhas, arregala os olhos, faz som de monstro e solta o grito dos desesperados, kkkkkkk. Tem cantado também, e muito. Já fala as silabas finais das frases e faz a coreografia, a música do momento é O Ônibus e os Patinhos, dá um show. Bernardo nem se fala né, ele samba desde os 11 meses. Gui vem disputando aí quem dança melhor, está uma delícia viver toda essa fase.
Ontem ele disse sua primeira palavra de modo explicadissímo e claro, falou MAMÃE, sempre saía um mamã, ontem foi MAMÃE mesmo, do mesmo jeito que Bernardo fala. Fiquei toda besta, acho que em breve a fala do Gui vai estar bem limpa, mas não temos pressa não, já sabemos que tudo acontece no tempo dele. Ah, ele já está dando saltitos, andando em cima da cama (lugar instável), e subindo e descendo do sofá pelo braço do móvel, ficamos cheio de medos de que eles caiam, sim, eles, porque o que um faz o outro repete. Mas deixamos criança ser criança, por mais que isso nos custe um nível de estresse alto.
No mais, quero dizer a todos vocês que nos acompanham que devemos deixar nossas crianças serem crianças, algumas pessoas nos dizem que o fato dos meninos serem gêmeos tornam mais fácil o desenvolvimento de Guilherme, sabemos que isso contribui muito, porém não é o ponto principal, porque em muito o Bernardo imita o irmão, porque o Guilherme tem uma personalidade bem definida e diferente do irmão, eles se completam, são parceiros. Para nós que temos os dois na mesma idade fica fácil talvez acompanhar o desenvolvimento deles por conta dos parâmetros entre um e outro, mas, assim como pais que tem filhos em faixa etária diversificada, acreditamos que cada ser se desenvolve de um modo peculiar, eu mesma, sou a primeira de três filhos e minha mãe relata que cada um sempre se comportou de um modo singular, então queridos, com a pessoa com síndrome de down não vai ser diferente, alguns com down terão seu desenvolvimento mais acelerado, mais dentro do que a ciência trata como normalidade (não gosto do termo mas em ciência é assim mesmo que se descreve)outros não, uns ficarão mais tempo nas terapias, outros não. Então a máxima para todo esse processo de crescimento/desenvolvimento é RESPEITO.
Um abraço a todos e até breve!


Por Alynne França

0 comentários:

Postar um comentário