quarta-feira, 25 de julho de 2012

Muito, muito choro!


O Guilherme esta com 10 meses e a 9 faz fisioterapia. Como já descrevemos em posts anteriores, desde o início o Gui foi avaliado com uma leve hipotonia, mas mesmo assim precisa de estímulos, hoje faz sessões semanais e seu desenvolvimento esta excelente. Palavras da pediatra que acompanha outros bebês com Down e nos disse estar surpresa com o Gui, por ele já sentar, arrastar e ficar de pé, acompanhado claro.

Mas hoje quero falar da sessão do dia. Faz tempo o Gui havia chorado tanto, até eu fiquei impressionada com a intensidade do choro. Mas como a mamãe aqui reconhece cada chorinho dos seus bebês, o choro do Guigui hoje, do início até a metade da sessão era um misto de aborrecimento e capricho, é nítido que ele não esta interessado em engatinhar, o Gui fica na posição, costuma dar uns 3 passinhos de quatro e se joga deitado. A fisioterapeuta reconhece a personalidade forte do meu Gui que vence até a força dela sobre ele nessa postura do engatinhar.

Pode ser até que o Gui recuse essa fase, tenho amigas que os filhos não engatinharam, mas é importante a criança vivenciar cada fase do desenvolvimento e para a criança que tem Down isso é fundamental para o fortalecimento dos grupamentos musculares. O Gui tem uma força tremenda nos músculos adutores das coxas, no glúteo máximo, no trapézio, nos braços, mas precisa ganhar força na região abdominal para poder ganhar a sustentação de tronco. Segundo a fisioterapeuta a força que um bebê precisa para engatinhar é muito grande, por mais natural que pareça ser esse movimento, por isso para os bebês com Down esse esforço se torna maior ainda, devido a tal hipotonia.

Porém, como um bom guerreiro que é, meu pequeno fez toda a sessão, claro que com pausas para receber carinhos e afagos da Tia Alê e da mamãe aqui, que mesmo com o coração apertadinho por ver meu bebê chorar tanto, compreende que é preciso passar por essas etapas e que se tudo continuar assim quem sabe daqui a 2 aninhos no maximo, o Guigui não tenha alta da fisio?! :)

Lembrando também que o meu príncipe Bernardo vem contribuindo enormemente para o desenvolvimento do Guilherme, exemplo disso: como o Bê já esta ensaiando passinhos para caminhar o Gui já tenta imitá-lo, tipo, esse sábado, o Gui tentou ficar de pé segurando no sofá apoiando as mãozinhas e a boca, é mole? Foi bem engraçado ver essa cena.

Esses meus pequenos, sempre dando o que falar!

Um comentário:

  1. Li todo o depoimento. E preciso dizer que no final dele, me emocionei demais! Ser gemeos deve ser muito mais do que penso ou imagino. É lindo demais ver o amor acontecendo em dobro, ao mesmo tempo, e tao intenso. Adorei este post e fiquei de coracao apertado de imaginar o "sofrimento" do guigui e da mamae. Por outro lado, fico muito feliz com os relatos de crescimento desses meninos, em especial do Gui, que é exemplo de superacao dia a dia. Grande beijo da amiga/tia Quel

    ResponderExcluir